Operações de plataformas de petróleo

operações de “descomissionamento”, “desativação” e “abandono” das plataformas e instalações marítimas, utilizadas para a produção de petróleo e de gás natural, até o término da fase produção previsto no contrato de concessão para a exploração e 13/03/2014 · 12. Um derivado de petróleo deverá ser trans- ferido de um vaso no processo, cuja pressão manométrica é de 0,30 Kgf/cm2 e cuja cota da sucção da bomba é de 1.367 mm, até um re- servatório onde a pressão é atmosférica e cuja cota é de 6.008 mm. A vazão de operação ne- cessária, para que o processo seja contínuo, é de 19 m3/h. O Brasil possui atualmente 155 plataformas de petróleo, espalhadas por toda a costa brasileira. Essas plataformas são criadas para explorar óleo e gás no mar. Dependendo do tipo da exploração são indicados tipos diferentes de plataforma para exploração, dentre elas as mais importantes são as plataformas fixas, semissubversíveis e as 14/12/2007 · Reportagem sobre acidente ocorrido na plataforma marítima de extração de petróleo "P-36" da Petrobrás, ocorrido em março de 2001. A P-36 foi a maior plataforma de produção de petróleo no mundo antes de seu afundamento em Março de 2001. A plataforma era da estatal brasileira Petrobras e custou 350 milhões de dólares. Sua

Para garantir a segurança das pessoas e das instalações de petróleo em alto mar de segurança mais importantes na operação das plataformas marítimas é o 

As bacias são nosso local de trabalho. Investimos em pesquisa e tecnologia para encontrar e produzir o petróleo que elas guardam entre as rochas. A maior parte de nossas reservas está em campos marítimos, em águas profundas e ultraprofundas. Clique no mapa ao lado e veja a localização das nossas bacias produtoras marítimas e terrestres. A operação no pré-sal da Bacia de Santos começou em 1º de maio de 2009, por meio de um Teste de Longa Duração (TLD) realizado pelo FPSO BW Cidade de São Vicente na área de Tupi (hoje chamada de Campo de Lula). Esta data é considerada um marco não só para a companhia, mas para todo o País. As plataformas fixas são projetadas para receber todos os equipamentos de perfuração, estocagem de materiais, alojamento de pessoal, bem como todas as instalações necessárias para a produção dos poços. Não tem capacidade de estocagem de petróleo ou gás, tendo o mesmo que ser enviado para a terra através de oleodutos e gasodutos. Os profissionais de petróleo e gás que trabalham em plataformas offshore recebem bons salários, pois seu trabalho não apenas exige muito tempo longe da costa, mas também é um desafio físico e mental. Offshore-technology.com lista os trabalhos relacionados à plataforma offshore mais lucrativos do setor de petróleo e gás, com base nos

Hoje, o Campo de Frade produz cerca de 20 mil barris de petróleo por dia O Projeto de Manati é formado por três grandes instalações: uma plataforma de 

Trabalhar em uma plataforma de petróleo significa gastar todo o seu tempo no mesmo espaço, quilômetros até o mar. Felizmente, esse espaço pode ser absolutamente enorme. As plataformas de petróleo são algumas das maiores estruturas do mundo. Ao descer centenas de metros até o fundo do mar, a “altura” das plataformas de petróleo em As plataformas podem ser de perfuração, de produção (quando pode extrair o petróleo e separar óleo, água e gás) ou ter as duas funções. Em cada campo, analisamos as condições para encontrar o tipo de plataforma mais adequado. Podemos encontrar numa plataforma engenheiros, técnicos de várias especialidades, profissionais de É muito provável que você já tenha se deparado com grandes embarcações no litoral de nosso país. Um exemplo para tal situação são as plataformas de petróleo, sejam elas para perfuração ou para produção, que comumente ficam estacionadas na Baía de Guanabara para manutenção. Olá amigos! Hoje, com essa matéria, quero dividir um pouco do que aprendi sobre o assunto. E, para isso, vou mostrar para todos vocês quais são os tipos de plataformas de petróleo existentes até agora, que eu conheça, é claro. Se vocês souberem de algum tipo novo e que não se encontra aqui na matéria… Pré-sal. Produzir petróleo a 7 mil metros de profundidade é resultado de muita pesquisa e de nossa experiência em águas profundas. Hoje o pré-sal é uma realidade, que nos levou a uma posição estratégica frente à grande demanda de energia mundial das próximas décadas.